Como tratar vermes e parasitas intestinais?

Ter parasitas intestinais é algo muito mais comum do que se pensa e, de uma forma geral, não é uma condição que deva gerar uma grande preocupação. No entanto, claro, não deve ser deixada de lado, afinal, pode trazer desconfortos e algumas complicações.

De uma forma geral, o tratamento costuma ser algo bem simples, não sendo difícil de combater o problema. Então, se você quer saber um pouco mais sobre o assunto, continue a ler e vamos conhecer como tratar vermes.

Melhores tratamentos para vermes

Normalmente, na maioria dos casos, os remédios para vermes são de dose única, mas também podem ser administrados em sequência de 3, 5, 7 ou mais dias, dependendo do verme que se deseja combater.

Então, veja a seguir quais as melhores formas de tratamento para vermes:

  • Parazax

Esta com certeza deve ser sua opção número 1, isto porque Parazax funziona de forma diferenciada dos demais medicamentos por ser um tratamento natural e 100% eficiente no combate a vermes.

  • Albendazol

Indicado para enterobíase (oxiuríase), ascaridíase, tricocefalíase, teníase, giardíase, estrongiloidíase e ancilostomíase. Atua degenerando as estruturas celulares e os tecidos dos parasitas, matando-os.

  • Mebendazol

É um vermífugo de amplo espectro, ou seja, ataca uma grande variedade de vermes, destruindo as células energéticas desses parasitas. Indicado em casos de ascaridíase, enterobíase (oxiuríase), tricocefalíase, ancilostomíase, equinococose e Teníase.

  • Nitazoxanida

Esse é um medicamento também ataca diversos tipos de vermes e protozoários e é um dos mais eficientes atualmente. Isso porque ele age inibindo a ação de uma enzima que é indispensável para a vida dos parasitas.

Dentre eles, amebíase, ancilostomíase, ascaridíase, estrongiloidíase, balantidíase, blastocitose, cripstosporidíase, Enterobíase (oxiuríase), giardíase, isosporíase, teníase e himenolepías e tricocefalíase.

Cuidados de higiene para o tratamento de vermes

Além do uso de medicamentos, também é essencial ter cuidados de higiene, a fim de evitar a reinfecção. Mais do que isso, ter uma boa higiene ainda evita a transmissão dos ovos que não são eliminados com uso do medicamento.

Sendo assim, é essencial:

  • Lavar as mãos frequentemente, especialmente antes de cozinhar e depois de ir ao banheiro
  • Não compartilhar toalhas de banho
  • Lavar sempre as mãos depois de realizar uma troca de fraldas
  • Não roer as unhas e não colocar os dedos na boca
  • Manter as unhas curtas e bem limpas
  • Lavar roupas de cama e de banho ao menos 1 vez por semana
  • Limpar bem os quartos, cozinha e banheiros ao menos 1 vez por semana

Esses cuidados são essenciais para sempre, ajudando você a se manter livre desses parasitas e de todos os desconfortos que eles causam!