A TPM pode ser evitada?

Infelizmente, as brasileiras estão entre as mulheres que mais sofrem com Tensão Pré-Menstrual, a famosa e temida TPM, queé a abreviação de Tensão Pré-Menstrual, caracterizada pelo conjunto de sensações que surgem cerca de 10 dias antes do início do ciclo menstrual.

De acordo com o Ministério da Saúde, a TPM atinge cerca de 90% das mulheres brasileiras, sendo bem difícil encontrar uma mulher que nunca tenha sofrido com algum desconforto ligado ao ciclo menstrual, com pelo menos um dos sintomas físicos ou emocionais da Tensão Pré-Menstrual (TPM).

Antes de seguir eu gostaria de lhe dizer que existe suplementos naturais que ajuda aliviar os sintomas da tpm, e o laisve está sendo o mais recomendado aqui no brasil, e a mair vantagem é que esse produto é 100% natural.

Tipos de TPM

O que muita gente não sabe, no entanto, é que existem diferentes tipos de TPM, já que os sintomas podem variar de mulher para mulher. Em função disso, a medicina resolveu separar e classificar a TPM em cinco tipos diferentes:

  • TPM tipo A: Ansiedade, Tensão, Dificuldade para dormir, Irritabilidade, Alterações de humor.
  • TPM tipo C: Compulsão por doces ou salgados, Vontade de comer guloseimas ou comidas diferentes, Dores de cabeça.
  • TPM tipo D: Raiva sem razão, Sentimentos perturbadores, Pouca concentração, Lapsos de memória, Baixa autoestima, Sentimentos violentos.
  • TPM H: Ganho de peso (por conta da retenção de líquido), Inchaço abdominal Sensibilidade e inchaço em mamas, Inchaço nas extremidades do corpo, como mãos e pés.
  • TPM O: Alteração nos hábitos intestinais, Aumento da frequência urinar, Fogachos ou sudorese fria, Dores generalizadas, incluindo cólicas, Náuseas, Acne, Reações alérgicas, Infecções do trato respiratório.

Quando procurar ajuda

Embora seja comum se fazer brincadeiras em torno do problema, na verdade, a TPM, para algumas mulheres, pode trazer grande impacto em sua qualidade de vida, sendo por isso muito importante se atentar à intensidade e à frequência dos sintomas, e se perceberem que os mesmos estão causando prejuízos à sua rotina, é importante consultar o ginecologista.

Mas, infelizmente, muitos ainda subestimam a TPM, considerando, muitas vezes, até frescura, o que é um grande erro, já que o sofrimento com os efeitos em algumas mulheres é tanto que chegam a trazer prejuízos no dia a dia, obrigando a faltar o trabalho e afetando, até mesmo, as  relações sociais e familiares.

Por isso, os sintomas não podem ser encarados como algo normal se os mesmos acabam trazendo prejuízos em todos os sentidos.

Tratamentos

Felizmente, atualmente, já podemos contar com tratamentos e medidas eficazes para amenizar e, até mesmo, cessar os desagradáveis sintomas da TPM, como, por exemplo, o uso dos anticoncepcionais orais.

Anticoncepcionais orais

Tais anticoncepcionais orais ajudam a estabilizar as flutuações hormonais que acabam causando os sintomas, além de oferecer outros benefícios, como a melhora da pele, diminuição do fluxo e cólicas menstruais.

Casos mais severos

E em casos mais severos, com sintomas bem mais intensos e quase insuportáveis, como no Transtorno Disfórico Pré-Menstrual (TDPM), pode ser usada uma combinação de medicamentos antidepressivos com um acompanhamento multiprofissional.

Estilo de vida

O fato é que a menstruação é mensal, ou seja, a TPM surge todos os meses, por isso, é fundamental adotar algumas mudanças no estilo de vida, as quais poderão aliviar os sintomas pré-menstruais. Algumas mudanças que podem ajudar são:

  • Investir em uma alimentação saudável;
  • Beber muita água, se hidratando bem;
  • Praticar exercícios regularmente.

Vale também evitar a ingestão excessiva de sal, açúcar, gorduras, álcool e cafeína, que podem acabar desencadeando ou, até mesmo, agravando os sintomas da TPM.